Make your own free website on Tripod.com
Marcos Caninéo
Historia completa do Hellowen


Encare essa se puder!

Capeta hahaha

Vai encara?

O Helloween foi formado na Alemanha em 1984. Sua primeira formação contava com Kai Hansen (vocalista e guitarrista), Michael Weikath(guitarrista), Markus Grosskopf (baixista) e Ingo Schwichenburg (baterista). O primeiro LP, Walls Of Jericho, de 1985, rapidamente se tornou um sucesso entre os headbangers europeus.



Em 1987 o seu segundo álbum, Keeper Of The Seven Keys se tornou um dos clássicos de todos os tempos do heavy metal. Para assumir os vocais (já que Kai Hansen realmente estava sobrecarregado com os vocais, guitarra e composições) foi chamado o jovem (então com 18 anos) Michael Kiske (a excelente performance de Kiske mais tarde o levaria a ser um dos indicados para substituir Bruce Dickinson no Iron Maiden, embora isso não tenha se concretizado)e Kai Hansen fica então somente na guitarra e composições. Logo após as gravações do álbum, porém, o guitarrista Michael Weikath passou a apresentar problemas frequente de relacionamento com os outros membros, principalmente Kai Hansen (Weikath não estava satisfeito com o pouco espaço dado a suas composições, pois apenas duas das músicas do álbum não haviam sido compostas por Hansen).

Em 1988 foi lançado Keeper Of The Seven Keys Part II (nome escolhido pela gravadora) que elevou o Helloween ao nível das maiores bandas de heavy metal da Europa, gerando grandes turnês que desagradaram Kai Hansen (o qual preferia se dedicar a composições ao invés de se apresentar ao vivo noite após noite). Kai abandonou o Helloween após alguns shows da nova turnê e passou a preparar juntamente com Ralf Scheepers o projeto que viria a se tornar na banda Gamma Ray. Assumiu seu lugar no Helloween Roland Grapow. A liderança da banda, bem como boa parte das composições passou a ser responsabilidade de Michael Weikath.

Sem seu principal compositor e músico obviamente os trabalhos que se seguiram não foram tão bem aceitos. Os dois primeiros álbuns com a nova formação, Pink Bubbles Go Ape e Chameleon traziam uma banda em busca de uma identidade musical perdida e sem o peso que a caracterizava. A turnê de Chameleon foi interrompida pelo meio em virtude de problemas internos na banda e falta de público.

Em 1994 um novo rumo na história da banda é marcado com o lançamento de Master Of The Rings. Com novo vocalista (Andi Deris) e novo baterista (Uli Kusch, que havia tocado com o Gamma Ray) o novo disco foi excelentemente aceito por crítica e público. A boa fase seria confirmada com o próximo álbum, Time Of The Oath e com o registro ao vivo High Live.

Em 1998, a banda lança Better Than Raw. Álbum marcado por algumas novidades no instrumental e principalmente na voz de Andi Deris que passou a usá-la de maneira diferente como em Push, Handfull of Pain (no refrão). Seguia em termos, a fórmula de seu antecessor The Time of the Oath em músicas como Falling Higher e Midnight Sun. Desta vez a banda decidiu apostar em músicas diferentes como Hey Lord! e Time que são caracterizadas por uma levada mais pop. Vale destacar a belíssima e pesada Revelation além de Don't Spit on my Mind. Um álbum à altura de todos os sucessos da banda, foi aclamado por seus fãs e críticos em geral.

A banda excursionou por vários países com o Iron Maiden. Também se apresentou no Brasil em dezembro de 1998, fazendo um show de apoximadamente uma hora, desfilou clássicos antigos aliados aos novos sucessos da "era" Andi Deris. Foi sua segunda apresentação no país, e mais um vez, foi aprovado com louvores por seus fãs.